Notícias‎ > ‎

Papai Noel dos Correios no CEF Casa Grande

postado em 16 de dez de 2011 05:06 por Comunicação ‎(N.R. Casa Grande)‎   [ 16 de dez de 2011 05:07 atualizado‎(s)‎ ]
fonte: Jornal de Brasília 14/12/2011 CIDADES pág. 7

O Natal de 228 crianças da Escola Rural Casa Grande, no Gama, tem um encanto diferente. Elas escreveram para o Papai Noel dos Correios e foram os primeiros a ganhar os presentes como bolas de futebol, bonecas, patins, bicicletas e skates. Este ano, 18 mil cartas foram adotadas por voluntários. Entre os interessados em presentear as crianças, o Supremo Tribunal da Justiça (STJ) adotou mais de 228 pedidos. A dupla sertaneja Pedro Paulo e Matheus, que fez show no evento de ontem, também contribuíram com mais de dez presentes.
Segundo o diretor-regional dos Correios de Brasília, Antônio Tomás, a cada entrega de pedidos a sensação é de imensa alegria. Segundo ele, a oportunidade de oferecer um fim de ano diferente às crianças em situação de vulnerabilidade social traz uma sensação de dever cumprido. “Viemos complementar e atender essas crianças, que certamente, não ganhariam esses presentes”, apontou. Com a alegria estampada no rosto, a garotada se surpreendia a cada pacote. Alguns não acreditavam que ganharam o tão sonhado presente. Outros, eufóricos, começavam a brincar ali mesmo.

Débora Gonçalves Silva, de oito anos, ganhou uma bicicleta. No Natal passado, a aluna do 2o ano não pôde receber o presente, mas agora, a brincadeira está garantida. “Estou muito feliz. Agora vou passear aqui na chácara de bicicleta. Se não fosse o Papai Noel, eu não ganharia, porque minha mãe não pode comprar.” Eduardo Dias, de dez anos, ganhou o carrinho de controle remoto que pediu. Ele disse que há algum tempo tinha ganhado um brinquedo assim, mas já não funciona mais. Aluno do 4o ano, ele afirmou que o presente do Papai Noel é muito mais bonito. “Ele realmente atende o nos- so pedido. Todos deviam escrever para o Papai Noel”. Segundo o diretor da escola, Edgard Vasconcelos, a sensação de poder proporcionar momentos assim para os alunos é uma emoção indescritível. Ele explica que a maioria das crianças do colégio tem alto nível de carência emocional, afetiva e social e, por isso, é importante a oportunidade de oferecer alegria a eles. “É uma alegria enorme. Muitos deles estão tendo um Natal que provavelmente não teriam em casa”, afirmou. Segundo Vasconcelos, eles receberam presentes que os pais não poderiam oferecer. “Isso ficará na mente e no coração deles.”

O diretor dos Correios, disse que além de doar presentes, Pedro Paulo e Matheus não cobraram pelo show. Este ano 18 mil cartas foram disponibilizadas para adoção. O projeto Papai Noel dos Correios atende pedidos de crianças de até dez anos e que estejam cursando até o 4a ano do Ensino Fundamental.


Comments