Notícias‎ > ‎

Domingo de Lazer trouxe diversão sadia para toda família

postado em 9 de ago de 2011 16:03 por Comunicação ‎(N.R. Casa Grande)‎
Aconteceu no último domingo, dia 7 de agosto. Como sempre, preparamos tudo para receber a comunidade, família, pais e filhos para um dia de muita diversão e lazer saudáveis.

Dias antes, o prof. Aníbal, idealizador de todo esse movimento maravilhoso, convocou os amigos de Casa Grande. Estava preocupado com um acidente que sofrera no dia 5 de julho e, com os ensinamentos de Ghandi, citando Zaratrusta ou Confúcio, disse que “mestre inteligente e sábio é aquele que passa o seu carisma para os discípulos antes de morrer.” Eram umas vinte pessoas: Mário e Mieko, Clis e Célia, Francisco e Josi, o Irmão Marino, do Colégio La Salle, o Joca, Romilda, Rosânia, Edilene, Vera, o pessoal de casa e as crianças. Expôs para eles suas preocupações e temores e teve, como resposta, uma adesão total e espontânea de todos de não deixar nunca a peteca cair, mesmo, que algum do grupo falte.

E assim, no domingo seguinte, dia 7.08.2011, não faltou nada. Francisco e Jóse levaram as frutas (maçãs, mexericas, melancias, goiabas, maracujá) Mário e Mieko, os pães (200) Vera, o molho e a salsichas, Rosânia, Romilda e Marta, o trabalho braçal de fazer os quitutes, o Ulisses, a presença e a conversa carinhosa e amiga, e o Joca, o resto. E olhe que este resto é muita coisa mesmo, pois ele deixa tudo em ponto de bala: são mais de trinta brinquedos e ainda cuida da chácara, grama, piscina, brinquedos, lixeira. Deixa o local aplausível e aconchegante.

Tivemos ainda a presença do Dr. Paulo Castanheira Minecucci e de sua esposa, Marta. Paulo passou logo a campo, fazendo a mágica do seu dedo e deixando a gurizada encafifada e boquiaberta e Marta, na cozinha, fazendo os quitutes gostosos junto com a equipe tradicional: România, Romildo, Edilene e Vera.

Apesar de todo o preparo e anúncio, os pais nos deram um tremendo bolo e não compareceram como esperávamos. Havíamos programado várias de brincadeiras com eles. Isto, no entanto, não prejudicou em nada a atividade dos que vieram e foram quase duzentos, pois, a alegria, a descontração, a fraternidade e a partilha reinaram o tempo todo. O Dr. Paulo que havia preparado uma porção de novidades, descontou na distribuição dos quitutes e frutas. Não deixava ninguém sossegado e parado, tinha que mexer e saborear tudo, uma, duas, três, dez vezes. Os adultos, sobretudo, as mulheres, puderam colocar as notícias em dia, nos grupinhos, que sempre se forma debaixo das árvores, sentadas nos toquinhos de madeira preparados pelo Joca.

O lanche, em virtude, do número menor de crianças e jovens, foi maior para todos os presentes: pipoca, algodão doce, melancia, mexerica, sucos de goiaba, maracujá, crepe, cachorro quente e por fim, maças.

E tem mais um detalhe importante: no Grupo não existe SUJISMUNDO, todo mundo coopera e o ambiente, no final, fica limpinho, como foi encontrado. Dá gosto de ver.

Assim sendo, só nos resta agradecer a Deus e a todos por nos possibilitar proporcionar um momento de felicidade para muita gente: crianças, jovens, adultos e idosos.
Comments