Comunicados e Boletins‎ > ‎2009‎ > ‎

Comunicado n. 37 - 02/10/2009

Grupo de São Francisco de Evangelização CASA GRANDE

Vamos fazer, em dezembro, uma única confraternização de Natal? Casa Grande é uma Comunidade muito feliz e realizada; todos os anos, por ocasião do Natal, a Associação, o Grupo São Francisco de Evangelização, o Posto de Saúde e outros, fazem a confraternização de Natal, com farta distribuição de presentes e de lanches. As famílias, sobretudo, as crianças adoram. Acontece que costumam ser as mesmas pessoas que trabalham e correm atrás, e, geralmente, das mesmas entidades e firmas patrocinadoras locais. Lembremos, porém, que estamos numa época de grande crise financeira e todos a estão sentindo na pele, alguns mais ou menos. Pensando nisto e para se ter um trabalho menor, talvez também, com recursos financeiros menores, mas com um sucesso gual ou, talvez, superior a dos outros anos (a união faz a força) estamos dando a sugestão de unirmos trabalhos, forças, intenções e fazermos uma ÚNICA confraternização de Natal, neste ano. Poderia ser na primeira quinzena de dezembro, para que cada pessoa ossa programar, depois, o seu Natal com a família. Que acham da idéia? Faríamos uma Comissão Especial e, juntos, faríamos, com antecedência, o planejamento de data, horário, local, a programação e sua realização. Assim sendo, estamos convidando os interessados em agilizar esta idéia, para uma reunião conjunta, no dia 16.09.09, quarta-feira próxima, no Centro Comunitário, a partir das dezenove horas, 7 horas da noite. Falem com a Dra. Sônia (3404-0024) Romilda (9635-6276) Adriene (9625-0679) Edilene (8525-6126 ) Ângela (9664-3712) Maria Rodrigues (9925-2850) Aloizio (9659-5447 ) Dra Andréia (8116-9480) Dra. Bárbara (9908-8578) prof. Aníbal (9989-1855) Prof. Capucci (3901-8328) ou com os Casais Acilon e Marinalva, Dário e Adeilda. (Contribuição do prof. Aníbal)

Página de São Francisco XIV Falando de São Francisco

AVENTURA ENTRE LOBOS 

Dois anos antes de sua morte, acompanhado do frei Leão e seu burrinho, frei Francisco fez sua última escalada ao Monte Alverne, numa altitude de 1.128 metros; era o local onde, posteriormente, foi erguido um Santuário. Era ali que ele preferia para se recolher em oração e meditação. No topo desse monte, em 17 de setembro de 1224, Francisco, de joelhos em terra nua, recebeu em suas mãos, nos pés e no peito, as chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo crucificado. Logo após este grande milagre, frei Leão resolveu voltar para Assis acompanhando seu santo amigo. Na volta teriam de passar pela cidadezinha de São Verecundo onde os camponeses insistiram veementemente que pernoitassem ali, para evitar a mata escura habitada por matilhas de lobos: - Fique conosco, pai, diziam eles. Não se aventure nesta mata com toda essa escuridão. Os lobos são muito ferozes e vorazes; poderão devorá-lo junto com seu irmão e companheiro e seu burrinho. Francisco, porém, respondeu: - Nunca fiz mal algum aos lobos para que eles tenham motivo de devorar-nos. Não conseguindo demovê-los, ofereceram a frei Leão um grande lampião com o qual começaram aquela longa caminhada e se embrenharam na mata escura. À medida que os dois peregrinos penetravam entre as árvores, começaram a aparecer pontos luminosos e móveis entre as árvores, acusando os olhos dos lobos que os seguiam. As feras 
acompanhavam lentamente os dois como se estivessem montando guarda, mas sem se aproximar. No silêncio daquela noite gelada, Francisco e Leão entoaram cânticos de louvor e ação de graças ao Senhor, enquanto os lobos os imitavam soltando uivos ancinantes que reboavam na escuridão querendo unir-se ao cântico dos dois frades. Dessa forma, sem sofrer mal algum, aquela pequena caravana passou a noite caminhando pela selva e, ao raiar da manhã de sol, chegou sã e salva à cidadezinha de Assis. Meditação da semana: “Onde houver trevas, que eu leve a luz”. (adaptação e colaboração de Hilton)

Muito obrigado professor Aníbal.

Devo lhe confessar que tenho aprendido um pouco com o senhor. Muito obrigado pelo apoio. Fiquei muito feliz, e verdade mesmo; 
me desculpe se em alguns momentos me mantenho ausente junto a eventos da comunidade ou lhe reportando informações. Mas é que minha demanda é tamanha, que tem me faltado tempo até mesmo para minha família. Esta função de diretor tem me consumido o juízo, principalmente, quando encontramos de um lado, um pequeno grupo que quer atrapalhar. mas daremos a volta por cima e, com fé em Deus, Jesus Cristo, com a força de são Francisco de Assis e do senhor Aníbal, bem como, de toda a comunidade, temos certeza que seremos reeleitos e continuaremos a fazer diferença na vida daquelas pessoas. Tenho um carinho muito especial pela escola e pela comunidade. Há uma boa semana, estou gripado e ausente por hoje e amanhã. mas pretendo retornar normalmente na quinta - feira. Um forte abraço, Edgard. Obs.: Vou abrir outro e-mail e lhe passo o endereço depois, pois o meu atual está com vírus; não leve em consideração as mensagens e os vírus que estão chegando, ok? Não sou eu quem lhe estou enviando. Forte abraço, Edgard. (Contribuição do prof. Aníbal)

Crismandos e primeira Eucaristia farão retiro no chácara do prof. Aníbal e Dione

No dia 05.09.09, Beto e Neide (8477-8606 e 8434-4145, e-mail:[email protected]) da Capela São João Batista, da Paróquia São José, de Taguatinga, acompanhados de Eliana e Loianny (8535-3728 e 9101-0186 e-mail:[email protected].) Briza (3034-0784, e-mail; [email protected] ) estiveram com o prof. Aníbal para solicitar permissão de realizar, aqui, na chácara Recanto da Marina e da Sheila, os retiros para os crismandos 2009, no dia 17.10.09, com 50 pessoas e para a Primeira Eucaristia 2009, no 07.11.09, com 30 pessoas. Depois de lhes mostrar, detalhadamente, a humilde infra-estrutura da chácara, atendemos ao pedido da equipe visitante, com o compromisso, apenas, de uma prece fervorosa de todos os participantes para que Deus, por intermédio do nosso Padroeiro, São Francisco, abençoe e conserve a unidade do Movimento Associativo, Comunitário, Social, Educativo, Ambiental, Esportivo, Cultural e Religioso que está fazendo trinta anos de trabalho e atividade ininterruptos. (Contribuição do prof. Aníbal)

Joca e Silvana recebem a visita da irmã Goretti e família

Goretti é uma das irmãs de Silvana, esposa do Joca, nosso Caseiro. É casada com Naldo, tem uma filha, Beatriz, moram em São José do Rio Preto, em São Paulo e há anos não se encontravam. Joca, no dia 6.09.09, bem cedo foi buscá-los no aeroporto. À noite, a família toda se reuniu na casa do João, na Casa Amarela e a Madalena sua esposa, preparou um jantar, à Paraíba, para ninguém colocar defeito; havia feijão verde, mandioca e mungunzá. Joca ficou na churrasqueira e João bancava o cicerone, servia os salgadinhos, a cerveja geladinha e documentava tudo com sua maquina fotográfica; era todo felicidade, alegria e contentamento. Foi, realmente, uma festa de família, da família da Silvana e da família do Joca. Todos estavam presentes com esposas e filhos; foi uma festa de chamar a atenção como eles se amam, querem bem e são unidos. Dione, as meninas e eu, ficamos muito felizes de termos sido convidados e considerados da família, tal o carinho que todos nos tratavam. A finalidade era dançar até o sol raiar, mas a necessidade de conversar, bater papo, colocar as noticias familiares em dia, falou mais forte e dominou até a uma e meia da manhã. Relatando este acontecimento, queremos parabenizar às famílias da Silvana e do Joca pelo espírito de família tão arraigado em todos 
pedindo a São Francisco de Assis que assim os conserve e transmitam aos filhos. Parabéns! (Contribuição do prof. Aníbal)

Família Rainer e Ana se reúne pela chegado do Milton e da Bath Ann

Depois de mais ou menos cinco anos morando nos Estados Unidos, o caçula do casal Rainer e Ana, Milton Seltz, voltou, trazendo a esposa, Bath Ann. Isto motivou a família toda se reunir, na chácara, em Casa Grande, no dia cinco de setembro último e lhes fazer uma grande festa de recepção. Seu Rainer estava no auge da alegria não só pela chegada do filho e da nora, mas pela notícia de que estava próximo a tornar-se avô mais uma vez com a chegada de outro neto, filho do Márcio e da Fabiana. Dione e o professor Aníbal foram também convidados e lá estiveram para abraçar o Milton (e-mail: [email protected]) e conhecer a Bath, a esposa dele, compartilhando da alegria geral da família. Seu Rainer conversou muito com o prof. Aníbal sobre a gestão de Casa Grande, sobretudo, sobre o combate à poeira, a preservação do meio ambiente, quando verberou com palavras contundentes às pessoas que jogam lixo na rua, junto à cerca do visizinho em vez de levá-lo até o contêiner, na Avenida José Mário Calvoso. Questionou muito a manutenção do Ônibus da Evangelização, recusando, inclusive a colaborar, como sempre fazia; prof. Aníbal lhe explicou que este projeto não estava vinculado a nenhuma pessoa, mas exclusivamente a Deus, pois, evangelizar é um dever de todo cristão batizado e que o mesmo fora reforçado por um mandato explícito, recebido de Dom Ávila, de saudosa memória, nos idos de oitenta, quando começamos o movimento associativo, comunitário, social, educativo, ambiental, esportivo e religioso de Casa Grande. (Contribuição do prof. Aníbal)

O SLU trabalhou no feriado de 7 de setembro

É incrível, mas é verdade: o SLU trabalhou, no dia 7 de setembro, retirando o lixo de Casa Grande. Comprovamos isto fotograficamente. Depois de visitar o Osvaldo, o Zé Mineiro, o Pré-moldado Brasília, recebendo a contribuição do Grupo São Francisco de Evangelização, descemos a Avenida José Mário Calvoso e fotografamos o contêiner atapetado de lixo; às 14 horas continuando nosso trabalho, fotografamos, novamente, o contêiner, mas desta vez, completamente vazio, limpo e no lugar certo. Infelizmente, encontramos, mais em cima, na rua que dá acesso ao empreendimento do Roque e do Ronaldo e de outros companheiros, onde não há contêiner, não encontramos sacarias, mas muito lixo espalhado por animais e pelo vento. Encontramos, também, na entrada da Rua 14, a lixeiras sem os sacos de lixo, mas cheias de um lixo, não ensacado, que alguém, ali deixou, como mostra a foto. Documentando tudo isto, queremos, primeiro, parabenizar o SLU que religiosamente, está cumprindo, até em feriados, o seu compromisso de recolher o lixo em datas e horários certos – segunda, quarta e sextas-feiras, a partir do meio dia – segundo, chamar a atenção dele e de quem de direito, o lixo que ficou para trás. O SLU tem a faca e o queijo na mão; por que não multar as pessoas que não obedecem às normas estabelecidas? Por que não imitar o Seu Rainer, cada um fazendo a sua parte, todo mundo sai ganhando, inclusive, o próprio. Vamos, então cuidar melhor do nosso lixo? (Contribuição do prof. Aníbal)

CARTA DE INTENÇOES

A FACIPLAC, representada pelo Curso de Enfermagem, deseja oficializar uma parceria com a comunidade Casa Grande, por meio do Professor Anibal Rodrigues, atual presidente Diretor da Associação do Núcleo Rural Casa Grande (por favor corrijam se stiver errado). Em contatos prévios, que ocorreram em 25-08-09 e 01-09-09, foram estabelecidos os interesses de atuação em comum, assim como as possíveis abrangências dos projetos a serem propostos, embora as possibilidades de atuação sejam quase ilimitadas, já que em um futuro promissor outros Cursos desta Instituição poderão integrar-se, torna-se óbvio que apenas vamos traçar um caminho e decidir por onde iniciaremos nossos trabalhos. O Curso de Enfermagem, aqui representando professores e acadêmicos, tem como objetivo neste momento promover a saúde e a melhoria da qualidade de vida desta comunidade e para tal necessita ouvir a própria comunidade e dessa interação, elaborar e executar projetos com os diversos segmentos da mesma, seguindo o lema,....ABRAÇANDO UMA COMUNIDADE. Os trabalhos preconizadas na reunião acima citada, visando realizar um diagnóstico das necessidades apontadas pelos moradores, assim como detectadas pela equipe técnica em questão serão nas seguintes áreas : 1. SAUDE DO IDOSO: Higiene Pessoal, Pressão arterial, Glicemia, Alcoolismo, Depressão, Saúde Mental, Segurança. 2. SAUDE DO ADOLESCENTE: Saúde Mental, Drogas, Alcoolismo, Criminalidade, DSTs e Gravidez. 3. SAUDE DA CRIANÇA: Avaliação nutricional, Vacinas, Saúde mental, Acuidade Visual, Ludoterapia, Crescimento e Desenvolvimento 4. SAUDE DO RECEM NACIDO: Aleitamento materno exclusivo, cuidados de higiene. 5. SAUDE DA MULHER: Depressão, Profissionalização, Auto- estima, Auto cuidado, DSTs, etc 6. MEIO AMBIENTE E SAUDE: Animais Domésticos, Animais peçonhentos, Compostagens para aproveitamento do lixo orgânico (húmus de minhocas), Plantas medicinais, Incentivo a produção de artesanatos provenientes da própria natureza. 7. MEIO AMBIENTE E LAZER: Gincanas educativas com a interação da omunidade como um todo. Como podem perceber nosso entusiasmo é enorme, e temos certeza que todos unidos: Associação, Curso de Enfermagem, e principalmente, a Comunidade, seremos e teremos um futuro de trabalho e melhoria de vida maravilhoso para todos Atenciosamente Profs. Alejandro, Maurício e Myrian. Sr. Aníbal escrevemos este texto que acreditamos poder nos ajudar a pensar cada vez mais o nosso projeto. Se achar conveniente segue para publicação no jornal desta semana. Desde já agradecemos o apoio. Profª Myrian Hecht Castilho Garcia Coordenadora Adjunta Curso Enfermagem.

 A reunião do Grupo São Francisco de Evangelização

A chuva benéfica que caiu e a falta de circulação do Ônibus da Evangelização foram as causas responsáveis pela ausência de grande parte dos membros do Grupo São Francisco de Evangelização. Parece, porém, que foi providencial, pois, nunca a platéia ficou tão atenta e presa às palestras do prof. Maurício da FACIPLAC e da Equipe do Conselho Tutelar. Tanto os palestrantes quanto a audiência saíram radiantes e satisfeitos; foi, realmente, uma noite proveitosa e com um futuro promissor para Casa Grande. O lanche, foi desta noite, foi, realmente, comunitário. As fotos documentam mais do que as próprias palavras.(Contribuição do prof. Aníbal)

Terceira idade foi ao circo

Com o patrocínio da Central de Valorização do Idoso, GVI, Dra. Vera Terezinha Silveira da Silva (0800- 6441401 e-mail: [email protected].com ) da Secretaria de Justiça e Cidadania do GDF, Deputado Alirio Neto (www.alirioneto.com.br ) houve, no dia 09.09.09, a partir das 14 horas, uma sessão do Circo Beto Carrero para os idosos do Distrito Federal. A Secretaria bancou o transporte e a entrada. De Casa Grande foram mais de 20 pessoas, lideradas pela incansável Maria Rodrigues (9925-2850), Secretária da Associação e da liderança do Grupo São Francisco de Evangelização, e comandada pela Graça, amiga e colega de antigas labutas (9647-5203 e-mail: [email protected]). Prof.Aníbal e Dione também participaram, assentando-se bem ao lado do Secretário, a quem, agradeceram a dádiva recebida e o convidaram para visitar Casa Grande que ele ainda não conhece apesar de já ter recebido inúmeros convites. Documentou tudo fotograficamente e aproveitou para lembrar a todos os companheiros e companheiras presentes para participarem, também, da Tarde Dançante, no domingo próximo, 13.09.09. A Tarde Dançante é uma atividade criada para atender especialmente a Terceira Idade, para que possam se divertir, dançar, sacudir e movimentar, um pouco, o próprio corpo. É uma atividade de saúde e lazer que a Associação disponibiliza, gratuitamente, no amplo salão do nosso Centro Comunitário. (Contribuição do prof. Aníbal)

O Domingo de lazer

Maneira criativa de resolver o problema da poeira Na visita que fizemos ao casal Rainer e Ana, tivemos a felicidade de comprovar o amor de Seu Rainer à Casa Grande e ao meio ambiente. Desgostoso pela irresponsabilidade de inúmeros motoristas, que fazem das ruas internas, pistas de corrida, levantando uma poeira de endoidecer qualquer cristão, colocando a vida de transeuntes e animais em risco, Seu Rainer estava resolvido a vender a chácara e arranjar outro local rural para morar e viver. Trouxe o problema para a Associação. Aconselhamos-lhe a solicitar do DERDF, a confecção de quebra-molas na rua. Cumpriu, à risca o que a Direção do Der lhe prescreveu. Persistindo ainda um pouco a poeira, Seu Rainer, como o espírito criador de alemão inato, fez a sua parte: montou seu próprio carro pipa e todos os dias, pela manhã, molha toda a rua em frente à sua chácara e pode continuar morando feliz em Casa Grande, onde diz ele é um paraíso para se morar. Agora, quer apenas que todos tenham mais cuidado com a natureza e não joguem lixo nas ruas, mas coloquem-no nos contêineres nas datas e no horário certos: segunda, quartas e sextas, das oito ao meio dia, possibilitando, o SLU retirá-lo, também, imediatamente. Relatando este exemplo podemos tirar uma grande lição, se cada um fizer apenas a sua parte, Casa Grande, será, realmente, um paraíso para se morar e os beija-flores poderão também aqui se multiplicarem e continuamente nos animar a fazer apenas a nossa parte. (Contribuição do prof. Aníbal)

Casa Amarela com novo gerente

Na festa da família do Joca e Silvana, recebendo a irmã Goretti e sua família, o João, seu irmão, foi um verdadeiro cavalheiro e um expert recepcionista; dava atenção a todos e não deixava faltar nada a ninguém, nas mesas sobretudo, a cervejinha geladinha. Apresentou -nos o novo gerente da Casa Amarela, Senhor Valdir Góes, (9923-3043 e[email protected]) que veio de São Paulo para gerir os empreendimentos do nosso Companheiro João Fernandes. Jovem, simpático, educado, o Senhor Valdir, conversou muito comigo. Ficou impressionado do que encontrou em Casa Grande, sobretudo, a Capela de São Francisco que já visitou. Expôs suas metas de atividades, sobretudo, trabalhar para conseguir o Alvará da Casa Amarela, para continuar fazendo um trabalho legal, aqui, mas dentro das normas legais e ambientais, inclusive quanto à Lei do Silêncio noturno, depois das vinte e duas horas. Comprometeu-se a seguir a filosofia do estarmos juntos trabalhando para o progresso de Casa Grande. Aproveitamos, então, a oportunidade e apresentamos ao Senhor Valdir Góes não só as boas vindas, mas sobretudo, a disposição de somar com ele também. (Contribuição do prof. Aníbal)


Comments